Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Igreja de São Domingos – Lisboa (Portugal)

    Igreja de São Domingos está localizada no Largo de São Domingos, bem próxima da Praça da Figueira, da Praça do Rossio. Conheça um pouco mais de sua história no Wikipedia.

    Estação de Metrô Rossio da Linha Verde e a Estação Restauradores, Linha Azul estão bem próximas da Igreja de São Domingos, além da Estação Ferroviária do Rossio. É uma região bastante movimentada e um local onde os turistas passam pelo menos uma vez.

    A igreja é do século XIII em estilo Barroco e foi construída por ordem do Rei D. Sancho II.

    Igreja de São Domingos – Largo de São Domingos


    É uma de fachada simples e o interior bem grande e diferente de todas as outras igrejas de Lisboa. No interior destaca-se a cor vermelho ocre.

    Igreja de São Domingos

    Sua história é cheia de desastres: o terremoto de 1531, que praticamente obrigou uma nova construção em 1536; e o terremoto de 1755, que também destruiu grande parte da Igreja, em consequência, foi reaberta apenas em 1834. Se já não bastassem os terremotos, ela também passou por um incêndio em 1959, sendo reaberta somente em 1994. Além de ter sido alvo de terremoto e incêndio, talvez o fato mais trágico tenha sido o início do massacre dos judeus, em 1506. Realmente é impressionante o que já aconteceu com esta Igreja. 

    Nela encontram-se metade do lenço usado pela Irmã Lúcia no dia 13 de outubro de 1917 (a outra metade encontra-se no Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Fátima) e ainda o terço usado por Santa Jacinta Marto no mesmo dia.

    Nossa Senhora de Fátima, Irmã Lúcia e Santa Jacinta – Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos
    Igreja de São Domingos

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]