Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Lagos, Sagres, Portimão e Albufeira – Portugal (Diário 2)

    Nossas férias de fevereiro de 2018 começaram por Barcelona – Espanha, em seguida Porto, Coimbra e Faro (Algarve ) – Portugal. 

    Estávamos hospedados em Faro (região do Algarve em Portugal) e reservamos o dia 2 de março para fazermos um bate e volta em Lagos, Sagres, Portimão e Albufeira, também na região do Algarve. 

    Fizemos também um bate e volta em Sevilha – Espanha, saindo de Faro. Finalizamos nossas férias em Lisboa. Vamos agora descrever o nosso passeio deste dia.

    Fomos de carro em uma viagem bem tranquila. Estrada excelente, pista dupla, com pedágio, bem sinalizada ao longo dos 120 Km (até a última cidade, Sagres).

    A ideia inicial era ir até Sagres primeiro, pois era a última cidade do litoral e depois voltar parando nas outras, mas a estrada passava por Lagos e resolvemos conhecer Lagos primeiro, em seguida Sagres, Portimão e, por último, Albufeira.

    Por curiosidade consultei na Web sugestões de quantos dias ficar em cada uma das quatro cidades que visitamos – a maioria sugere pelo menos dois dias para conhecer o principal. Nós tínhamos apenas um dia para conhecer as quatro cidades, ou seja, foi apenas para ter uma amostra.

    As cidades estavam bem vazias, pois era inverno e o tempo estava instável, saía o sol, mas o tempo fechava rapidamente, alternado esta situação ao longo do dia (no dia seguinte teve um tornado na região).

    Lagos


    Foi a cidade com as praias mais bonitas que visitamos no Algarve. De Faro fomos direto para a Praia de Dona Ana – (são apenas 90 km). Em seguida, a Praia do Camilo (comentários excelentes no Tripadvisor ) e depois Ponta da Piedade. Não conhecemos a cidade, a intenção era apenas conhecer as praias, que estão concentradas em uma extensão de 2 Km, desta forma, gastamos pouquíssimo tempo no deslocamento.

    Vista do alto da Praia do Camilo

    Praia de Dona Ana

    O nome da praia foi dado em homenagem à freira Ana, que vivia no convento das freiras de Lagos. Durante a 1ª Guerra Mundial, os soldados invadiram o convento e assassinaram todas as freiras, à exceção de Dona Ana, que conhecia o acesso a um túnel entre o convento e a praia, por onde ela fugiu, sendo a única sobrevivente.

    Em 2018 a Praia de Dona Ana foi eleita a 2ª melhor Praia Portuguesa pelo TripAdvisor.

    Praia do Camilo

    O acesso às Praias do Camilo e de Dona Ana é feito por escadas de madeira. Assim sendo, quem tem problemas de locomoção, só conseguirá curtir o visual de cima.

    Escadas da Praia de Dona Ana
    Escadas da Praia do Camilo

    Ponta da Piedade

    Na Ponta da Piedade, além de apreciar a belíssima paisagem, você também pode fazer um passeio de barco – nós não fizemos.

    Passeio de barco

    Para se chegar mais perto do nível do mar,  o acesso é por escadas de alvenaria.

    Escadas da Ponta da Piedade
    Final da escada na Ponta da Piedade

    Nela também está localizado o Farol da Ponta da Piedade de 1913, com seus 51 metros de altura.

    Farol Ponta da Piedade
    Farol Ponta da Piedade

    Próximo das praias que visitamos estão também as Praias do Estudante, do Batata e do Pinhão.

    Esta região é conhecida como Costa D’Oiro, devido a cor amarelada das falésias.

    A paisagem das praias vista de cima é maravilhosa, mas vista da própria praia também é. 

    Próximo às praias há estacionamentos, que no inverno ficam vazios, mas imagino que no verão sejam muito concorridos. 

    Visitamos os 3 pontos de interesse em menos de 2 horas, o que acabou deixando a gente um pouco frustrado diante de tão pouco tempo para tanta beleza. Apesar da Praia de Dona Ana ser reconhecida como uma das mais bonitas do mundo, eu diria que a Praia do Camilo não fica atrás e que a Ponta da Piedade tem um visual mais bonito ainda, de emocionar, apesar da praia ser bem pequena. Em seguida fomos para Sagres.

    Sagres

    Da Ponta da Piedade em Lagos fomos direto para Praia do Beliche em Sagres –  37 km.

     

    Em seguida, o Cabo de São Vicente e, depois, almoço no Restaurante A Grelha (parece que no local abriram um Restaurante Indiano) . De lá, seguimos para a Fortaleza de Sagres. Os  locais que passamos estão concentrados em uma extensão de 11 Km, desta forma, gastamos pouco tempo no deslocamento.

    Praia do Beliche

    A Praia do Beliche (comentários do Tripadvisor), também é bonita e, assim como as que visitamos em Lagos, tem uma longa escada de alvenaria para chegar até a areia, dificultando o acesso para quem tem problemas de mobilidade. A infraestrutura é boa, tem um pequeno bar no canto da praia e estacionamento (não é tão grande, mas acho que até no verão deva ser suficiente). Tem uma placa de advertência na praia informando para não ficar próximo das falésias, pois existe risco de desmoronamento. 

    Cabo de São Vicente

    O  Cabo de São Vicente é o ponto mais a sudoeste da Europa – o local me lembrou muito o Cabo da Roca, ponto mais Ocidental da Europa, também em Portugal (próximo de Sintra), não só pela localização, mas também pela beleza. 

    Farol de São Vicente

    O Farol de São Vicente está localizado no Cabo de São Vicente. É um farol de 1846, mandado construir pela Rainha Maria II. No local além do farol tem um pequeno Museu (visitação paga) – não entramos. O estacionamento é tranquilo. A estrada entre a Praia do Beliche e o Farol é de pista simples, mas boa e muito bonita. Para quem passa pela Praia do Beliche vale dar uma esticada até o Cabo de São Vicente e o o farol.

    Estrada entre a Praia do Beliche e o Cabo de São Vicente
    Estrada entre a Praia do Beliche e o Cabo de São Vicente
    Cabo de São Vicente
    Farol e Museu de São Vicente

    Saindo do Farol fomos para cidade procurar um restaurante para almoçar – não tínhamos nenhuma referência e, como o movimento na cidade era muito pequeno, estava tudo fechado, e tivemos dificuldade para encontrar um local para almoçar. Ficamos no A Grelha. Restaurante simples, limpo, confortável e atendimento familiar, porém, o serviço foi muito demorado e achei o preço um pouco alto pelo que foi servido. Atualizando o blog verifiquei que este restaurante fechou.

    Depois do restaurante demos um pequena volta de carro até o fim da rua chegando em um porto de pesca com uma bonita vista.

    Restaurante A Grelha
    Posto de Pesca Baleeira

    Fortaleza de Sagres

    Nosso último passeio em Sagres foi a Fortaleza de Sagres (apenas a 2 km do restaurante em que almoçamos). Foi muito rápido, pois não entramos no Forte – a visita é paga (preços). Parecia ser interessante, mas ainda queríamos conhecer Portimão e Albufeira e se entrássemos não daria tempo.

    Fortaleza de Sagres
    Fortaleza de Sagres

    O destino seguinte, foi Portimão, que estava a 58 km do Forte.

    Portimão

    Das 4 cidades que visitamos neste dia, Portimão foi a que passamos mais rápido. Conhecemos apenas a Praia da Rocha.

    Praia da Rocha

    O acesso para praia foi por uma escada em frente ao Hotel da Rocha e depois por uma longa passarela. Há também um acesso por uma rampa paralela à escada, onde há também um pequeno estacionamento.  O tempo estava fechado e um pouco frio, deixando o visual menos atraente, mas com sol, acredito que seria outra coisa. Na passarela, próximo da areia, tem restaurantes. Comentários do Tripadvisor.

    • Praia da Rocha

    O destino seguinte foi Albufeira, que estava distante 43 km da Praia da Rocha em Portimão.

    Albufeira

    Chegamos em Albufeira pela Estrada de Ferreiras e na Rotunda do Descobrimento viramos à direita. Estacionamos o carro próximo da Igreja de Sant’Ana.

    Demos uma pequena volta (1 km) passando pela Igreja de São Sebastião, na Praça Miguel Bombarda; em seguida, avistamos do alto a Praia do Peneco (à direita) e Praia dos Pescadores (à esquerda). Continuamos a caminhada passando pelo Largo Engenheiro Duarte Pacheco e pela Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e retornamos ao carro. As igrejas estavam fechadas. Neste pequeno passeio tivemos a impressão de que a cidade é bem aconchegante.

    • Igreja de Sant'Ana

    De volta ao carro, retornamos pelo mesmo caminho até a Rotunda do Descobrimento, porém, ao invés de virar à esquerda na rotunda, continuamos até o Miradouro do Pau da Bandeira – 2 km de onde estávamos estacionado.

    Para ir até o Miradouro de carro demos uma volta grande; se estiver a pé é só descer por uma escada rolante e já estará nas praias dos Pescadores e de Peneco. Apreciamos rapidamente a bonita vista das Praias do Peneco, dos Pescadores, Inatel e dos Alemães. 

    Rotunda do Descobrimento
    Miradouro do Pau da Bandeira
    Vista do Miradouro da Praia do Peneco
    Escada rolante do Miradouro até a Praia do Peneco e dos Pescadores

    Retornamos para estrada com destino ao nosso apartamento em Faro – 45 km. Chegamos em Faro já de noite.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Ruta de Los Salares – Deserto de Atacama (Chile)

      O tour Ruta de Los Salares que contratamos é repleto de atrativos: Mirador Volcán Licancabur, Mirador Quebrada Quepiaco, Mirador Salar de Pujsa, Monjes de La Pacana, Salar y Laguna de Tara, Mirador Salar de Loyoques (Salar de Quisquiro). Este foi nosso quinto destino no Deserto de Atacama, no dia 7 de novembro de 2023. O […]

        Geyser del Tatio – Deserto de Atacama (Chile)

        O tour Geyser del Tatio (Gêiser de Tatio) foi nosso sétimo e último destino no Deserto de Atacama, realizado no dia 8 de novembro de 2023. Saímos de madrugada, em torno de 5 horas, quando a van passou para nos pegar no Hotel Don Raúl, em São Pedro de Atacama, onde estávamos hospedados. O passeio é […]

          Tour Astronômico – Deserto de Atacama (Chile)

          O Tour Astronômico que contratamos foi nosso sexto destino no Deserto de Atacama, no dia 7 de novembro de 2023. Por volta das 23 horas, o motorista passou para nos pegar no Hotel Don Raúl, em São Pedro de Atacama, onde estávamos hospedados. Durante o dia, fizemos o roteiro Rutas de Los Salares; ambos foram contratados […]

            Valle del Arcoiris – Petroglifos de Yerbas Buenas – Deserto de Atacama (Chile)

            O tour Valle del Arcoiris e Petroglifos de Yerbas Buenas foi um passeio 2 em 1, nosso terceiro destino no Deserto de Atacama, realizado no dia 6 de novembro de 2023. Normalmente, poderá encontrar este passeio apenas com o nome de Vale do Arco-íris, mas ele engloba as duas atrações. Saímos pela manhã, em torno […]

              Laguna Cejar – Deserto de Atacama (Chile)

              O tour da Laguna Cejar que contratamos tem quatro atrativos: a Laguna Cejar e a Laguna Piedra (onde entramos na água) e mais dois, distantes 10 Km adiante: a Laguna Tebinquinche e Ojos del Salar. Todos os atrativos estão no Salar do Atacama. Este foi nosso quarto destino no Deserto de Atacama, no dia 6 […]

                Salar de Atacama – Trópico de Capricórnio – Lagunas Altiplânicas – Piedras Rojas – Deserto de Atacama (Chile)

                O tour Salar de Atacama, Trópico de Capricórnio, Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas foi um passeio 4 em 1, nosso segundo destino no Deserto de Atacama, realizado no dia 5 de novembro de 2023. Por volta de 6h30, o guia Felipe, auxiliado pelo motorista Hugo (que também é guia), passou para nos pegar no Hotel Don […]