Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Fátima e Leiria – Portugal (Diário 4)

    Dia 11 de fevereiro de 2020, saímos cedo do hotel em Covilhã e passamos rapidamente para conhecer a região do Miradouro (mirante) da Porta do Sol, que não tínhamos visitado nos dias anteriores, e seguimos para o próximo destino, Leiria, onde iríamos dormir.

    A programação na verdade era fazer Leiria de base, pois já conhecíamos a cidade e também o Hotel D. Diniz, onde iríamos nos hospedar. 

    Antes de Leiria passamos em Fátima, distante 200 km de Covilhã e apenas 30 km antes de Leiria. Já conhecíamos Fátima também, mas queríamos assistir uma Missa e visitar a Rua dos Pastorinhos, em Aljustrel, que não tínhamos visitado da outra vez.

    Chegamos a Fátima bem na hora da Missa, que foi celebrada na Capelinha das Aparições. 

    Capelinha das Aparições
    Capelinha das Aparições

    Passamos depois da missa, rapidamente, na Loja do Santuário e na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

    Como estávamos apenas de passagem por Fátima, fizemos uma coisa que não costumamos fazer por questão de segurança: deixamos o carro estacionado com as malas no porta-malas! Apesar de roubos em carros não serem comuns em Portugal, é sempre arriscado fazer isso. Não tivemos problemas, mas não queremos repetir.

    Finalizado o passeio no Santuário, pegamos o carro no estacionamento e fomos almoçar. Em seguida, fomos conhecer a Rua dos Pastorinhos, em Aljustrel. Fui com pouca expectativa, imaginando conhecer apenas a casa de Lúcia, mas me surpreendi com o local.

    Aljustrel

    Rua dos Pastorinhos e Rua dos Valinhos.

    Estacionamos logo que vimos as primeiras lojas de artesanato, lembranças, roupas e cerâmicas. Estas lojas dão um colorido especial ao lugar. Existe também um Parque de Estacionamento um pouco mais a frente, gratuito.

    Lojas de souvenir
    Lojas de souvenir
    Lojas de souvenir

    Aparições

    Durante o ano de 1916, os três pastorinhos  afirmam terem testemunhado três aparições de um anjo que se identificou como o “Anjo da Paz” ou “Anjo de Portugal”. Afirmaram ainda terem presenciado, em 1917, seis aparições de Nossa Senhora, entre 13 de maio e 13 de outubro daquele ano. 

    Os três pastorinhos – Lúcia dos Santos (com dez anos na época das aparições) e os seus primos maternos Francisco Marto (oito anos) e Jacinta Marto (sete anos), ambos irmãos, nasceram e viveram na Aldeia de Aljustrel, pertencente a Fátima.

    Primeiro passamos pela casa dos pais de Francisco e Jacinta,  pequena e simples, e depois pela casa dos pais de Lúcia, maior que a casa dos primos, com estábulo para as ovelhas e um amplo quintal. A vida era muito simples e precária, embora não fossem considerados pobres.

    • Casa de Francisco e Jacinta

    Seguimos pela Rua dos Valinhos para conhecer as quinze Estações da Via Sacra, o Calvário Húngaro, a Loca do Cabeço e o Monumento à Nossa Senhora. Tudo inserido num parque chamado Valinhos, um local de paz e muito bonito.

    Tem um estacionamento em frente à entrada de Valinhos também. Se preferir caminhar, é possível andar por toda a região a pé, desde a Casa dos Pastorinhos até o final da Via Sacra – aproximadamente 1,5 km.

    Voltada para a Vila de Aljustrel, em Valinhos, encontra-se a Loca do Cabeço, onde estão as estátuas do anjo e das três crianças, recordando a aparição do Anjo da Paz, que antecede as Aparições de Nossa Senhora. Neste local ocorreram a primeira e a terceira aparição do Anjo da Paz aos pastorinhos. A segunda aparição foi no quintal da casa de Lúcia, no local chamado Poço do Arneiro (foto no slide acima). 

    Loca do Cabeço (Anjo da Paz)
    Estação XI da Via Sacra
    Capela de Santo Estevão e o Calvário Húngaro
    Capela de Santo Estevão no Calvário Húngaro

    Entre a 8ª e a 9ª estações da Via Sacra no Caminho dos Pastorinhos fica o local onde ocorreu a quarta aparição de Nossa Senhora, em 19 de agosto de 1917. O monumento que assinala o evento foi construído com ofertas dos católicos húngaros.

    Monumento evocativo da quarta aparição da Virgem Maria aos três pastorinhos no dia 19 de agosto de 1917 nos Valinhos

    Igreja Matriz de Fátima

    Antes de seguirmos para Leiria, passamos para conhecer a Igreja Matriz de Fátima, onde os três pastorzinhos foram batizados. A padroeira desta Igreja é Nossa Senhora dos Prazeres.

    Igreja Matriz de Fátima
    Igreja Matriz de Fátima
    Igreja Matriz de Fátima
    Igreja Matriz de Fátima – Pia Batismal onde os Pastorzinhos foram batizados

    Já era fim do dia, hora de ir para nossa base em Leiria. Já estivemos lá em novembro de 2018 (fiz duas publicações de Leiria em 2018). Repetimos o mesmo hotel de 2018, D. Diniz, e jantamos no mesmo Restaurante Montecarlo. Neste dia demos apenas uma pequena volta pela cidade para recordar alguns pontos.

    Largo 5 de Outubro
    Fonte Luminosa do Largo 5 de Outubro
    Mercado 
    Praça Rodrigues Francisco Lobo

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]