Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Madri e Toledo – Espanha

    Madri é uma escapadinha de fim de semana perfeita para quem mora em Portugal ou na própria Espanha. A capital espanhola é encantadora, rica em arte, gastronomia e história.

    No final de janeiro de 2020 aproveitei uma passagem de ônibus barata que encontrei e viajei durante a noite, 8 horas bem tranquilas de Lisboa, saindo da Estação Oriente para a Estação de Méndez Álvaro em Madri. Cheguei bem cedo pela manhã, deixei minha mochila no Hostel Cats e fui caminhar pelas proximidades sem muito rumo. O Hostel é uma ótima opção para jovens e para não gastar muito com hospedagem. A localização costuma ser ótima e há sempre atividades para os hóspedes, além de um bar e a opção de realizar um pub crawl à noite (pago à parte).

    Minha amiga que passou o fim de semana comigo só chegaria perto da hora do almoço, então resolvi não perder tempo e fui passear. Minha primeira parada foi na Igreja de San Sebastián, que ficava logo na rua em frente ao hostel.

    Praça Puerta del Sol

    Continuando meu passeio segui para a famosa Praça Puerta del Sol, um lugar que com certeza você não vai passar só uma vez. Como estava sozinha e não tinha me planejado, optei por fazer um free walking tour, o que já possibilitou um belo passeio pelos pontos turísticos da região.

    Dali saem vários free walking tours, que normalmente são em inglês ou espanhol, e passam pelos principais pontos da cidade. O tour dura certa de 2 horas e, ao final, você dá uma gorjeta ao guia, o valor fica a seu critério.

    Na praça Puerta del Sol há muita história e informações, um marco do local é a Estatua del Oso Y El Madroño, que é uma estátua de uma ursa, que representa o brasão de Madri. Além disso, pode observar o lindo prédio “La Casa de Correos”, um edifício do século XVIII, inicialmente construído para o serviço postal, mas atualmente serve como escritório do Presidente da Comunidade de Madri, chefe do governo regional da Comunidade Autônoma de Madri.

    La Casa de Correos
    Estatua del Oso Y El Madroño

    Plaza Mayor

    Entre lojas históricas e lindos prédios, passamos pela famosa Plaza Mayor, que é o coração da cidade, com uma arquitetura muito marcante e encantadora.

    Plaza Mayor
    Plaza Mayor

    O próximo destino foi o Mercado San Miguel – deu água na boca.

    Mercado San Miguel
    Mercado San Miguel

    Passamos também, pela Catedral de Santa Maria la Real de la Almudena (infelizmente não consegui voltar para conhecê-la por dentro), assim como por outras igrejas bonitas que passamos pelo caminho.

    Catedral de Santa Maria la Real de la Almudena
    Catedral de Santa Maria la Real de la Almudena

    Segui com o Walking Tour passando pela Plaza de Oriente, com uma bela estátua de Filipe IV no centro, e o Palácio Real de Madrid.

    Palácio Real de Madrid

    O Palácio Real é o maior da Europa Ocidental e um dos maiores do mundo. É lindíssimo por fora, então acredito que por dentro também deva ser. Infelizmente também não consegui voltar para visitar seu interior, apenas passei por lá com o walking tour, mas se você tiver tempo, pode aproveitar para fazer a visita, que normalmente é paga, mas de segunda a quinta, das 16 às 18 horas (com entrada até 1 hora antes de fechar) é gratuita, então vale a pena se programar para aproveitar essa oportunidade. Obervação: melhor conferir as informações sobre a visita no site oficial.

    Palácio Real

    No mapa abaixo está o trajeto dos quase 2 km do free walking tour.

    No período da tarde encontrei minha amiga e aproveitamos para comer algo rápido no 100 Montaditos, uma franquia espanhola que vende 100 tapas diferentes, cada uma a 1 euro (às quartas e domingos). Nos outros dias não chegam nem a dois euros, então é uma boa opção para não gastar muito.

    Depois do almoço, caminhamos pelo Paseo del Prado, uma das zonas principais da cidade. Um passeio a pé com calma é o ideal para aproveitar as atrações ao longo da caminhada, como o Museu do Prado.

    Museu do Prado

    O Museu do Prado é um dos mais importantes não só da Espanha, mas do mundo. Conta com obras belíssimas de artistas como Diego Velázquez, Francisco Goya, Caravaggio, dentre muitos outros. Verifique no site os horários de visita gratuita, talvez pegue um pouco de fila, mas vale a pena. 

    Museu do Prado

    Em nosso segundo dia, sábado, fomos para Toledo. Decisão tomada no dia anterior, sem qualquer planejamento prévio.

    Toledo

    Compramos uma passagem de ônibus para sair de manhã bem cedo e voltar no fim do dia. Recomendo, se possível, já comprar as passagens com antecedência para não correr o risco de não conseguir. Também é possível ir de trem. O bate e volta de um dia em Toledo com certeza é imperdível! A cidade é muito antiga e fortificada, com monumentos medievais árabes, judeus e cristãos e fica a apenas uma hora de Madri. Além disso, é patrimônio da Humanidade declarado pela UNESCO em 1986. É possível explorar bastante em um dia, optamos por fazer um free walking tour em Toledo também.

    Chegamos em Toledo pela Estación de Autobuses de Toledo, passamos ao lado da Puerta de Bisagra. A porta tem origem medieval, mas foi readaptada por Alonso de Covarrubias no século XVI. Seguimos pela Escalera mecánica del Parque Recaredo (escada rolante). Havia uma escada mais perto da estação, “Remonte mecánico de Safont”, mas se fossemos por ela não passaríamos próximo da Puerta de Bisagra.

    Entrada da Escalera mecánica del Parque Recaredo

    Sempre que falamos de Toledo lembramos de Dom Quixote com seu Cavalo Rocinante e Sancho Pança. Personagens do romance El Ingenioso Hidalgo Don Quixote de la Mancha, do escritor Miguel de Cervantes Saavedra. Dom Quixote é um indivíduo generoso e luta contra as injustiças. A cidade é repleta de coisas ligadas a Dom Quixote e seu fiel escudeiro Sancho Pança.

    Ruta de Don Quijote

    A maior parte dos pontos turístico de Toledo são pagos, valores por volta de 3 euros. Já a Catedral Primada é mais cara, mas vale muito a pena, espetacular, foi um dos únicos que pagamos, pois é imperdível.

    Catedral de Toledo
    Catedral de Toledo
    Catedral de Toledo
    Catedral de Toledo
    Órgão da Catedral de Toledo

    Acabamos por andar pela cidade sem rumo, como não é muito grande fizemos tudo a pé e fomos visitando aquilo que nos interessava.

    Rua de Toledo

    Aqui estão os principais pontos por onde passamos:

    Puerta Bisagra
    Mesquita Cristo de la Luz

    Prefeitura de Toledo
    Plaza de Zocodover
    Sinagoga Santa Maria La Blanca
    Sinagoga Santa Maria La Blanca

    Mosteiro de San Juan de los Reyes
    Puerta Del Cambrón
    Convento de las Carmelitas Descalzas de San José
    Real Colegio Doncellas Nobles
    Igreja de San Ildefonso
    Igreja de San Ildefonso
    Puerta del Sol
    Puerta del Sol

    Nos despedimos de Toledo com a vista de fora da cidade murada.

    Toledo – vista da parte de fora das muralhas
    Toledo – vista da parte de fora das muralhas

    Veja o percurso que fizemos em Toledo no mapa abaixo.

    De volta a Madri, no domingo, caminhamos pela manhã sem rumo e depois fomos aproveitar o horário gratuito do Museu Reina Sofia.

    Museu Reina Sofia

    O Museu Reina Sofia foi um dos principais motivos pelo qual eu sempre tive vontade de visitar Madri. Mais especificamente, eu tenho muito interesse nas obras de Pablo Picasso, especialmente em sua obra mais famosa, Guernica, instalada ali. O quadro é uma declaração de guerra contra a guerra e um manifesto contra a violência. Imperdível.

    Museu Reina Sofia
    Museu Reina Sofia

    Ao sair do museu, passamos na frente da Estação de Atocha (entre para conhecer) e seguimos para o Parque del Retiro.

    Estação de Atocha

    Parque del Retiro

    Vale muito a pena andar com calma pelo Parque del Retiro, visitar o Palacio de Cristal e o lago com o Monumento a Afonso XII. O local é super agradável, especialmente em um dia de sol. 

    • Palácio de Cristal

    Igreja San Manuel y San Benito

    Saindo do parque no sentido da Puerta de Alcalá passamos pela Igreja de São Manuel e São Benedito (em espanhol San Manuel y San Benito), construída no início do século XX.

    Puerta de Alcalá

    Em seguida, continuamos o passeio saindo do parque até a Puerta de Alcalá, monumento situado na Praça da Independência, na Rua de Alcalá. É uma das cinco antigas portas reais que davam acesso à cidade de Madri.

    Puerta de Alcalá

    Praça de Cibeles

    Seguimos então caminhando, passamos pela Praça de Cibeles, onde fica o Palácio das Comunicações (foi sede dos Correios e Telégrafos e atualmente abriga a Prefeitura de Madri), mais conhecido como “Palácio de Cibeles”, até chegarmos à Gran Via.

    Em frente ao palácio tem uma das esculturas do chinês Xu Hongfei, intitulada El Beso.

    Palácio de Cibeles
    Escultura El Beso de Xu Hongfei

    Gran Via

    A Gran Via é uma das avenidas mais emblemáticas da cidade. Andamos a avenida toda, passamos pela Praça de Espanha e finalizamos no Templo de Debot.

    Gran Via
    Gran Via
    Edifício Metrópolis – Gran Via e Alcalá

    Templo de Debot

    O Templo de Debot é um templo egípcio do século II a.C. instalado no Parque do Quartel de Montanha. De quebra apreciamos o pôr do sol.

    Templo de Debot
    Templo de Debot
    Pôr do sol no Templo de Debot

    No mapa abaixo está o percurso que fizemos neste domingo à tarde.

    Rua Cava Baja

    À noite, fomos à Rua Cava Baja, seguindo recomendação da guia do walking tour. É uma boa opção para saída à noite, para entrar em alguns bares e experimentar tapas e uma boa sangria, o que faz com que a rua seja badalada. Talvez fazer um tour de tapas seja uma boa opção, pois apesar de não ser muito barato, fica mais em conta do que passear por conta própria. De qualquer forma, não perca a oportunidade de provar as comidas locais e se inserir um pouco mais na cultura espanhola.

    Cava Baja

    Chocolatería San Ginés

    Em nossa última manhã, passamos rapidamente na tradicional Chocolatería San Ginés, que também foi recomendada pela guia. É uma chocolateria muito famosa e antiga em Madri, funciona desde 1894. Não deixe de provar o clássico churros com chocolate, uma maravilha! Depois de tanto comer, pegamos transporte público para o aeroporto, mas erramos algumas vezes o caminho. Por isso, recomendo pesquisar com antecedência o trajeto, sair bem antes do horário do voo, ou então optar por pegar um transporte por aplicativo.

    Chocolatería San Ginés
    Chocolatería San Ginés

    Infelizmente não tivemos tempo de visitar o Estádio Santiago Bernabeu. Para quem gosta de futebol, acredito que seja uma visita interessante, mas é recomendável reservar com antecedência.

    Definitivamente terei que voltar. Acredito que ainda há muita coisa para conhecer.

    Por fim, no aeroporto, me despedi da minha amiga e encerramos esse fim de semana inesquecível!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]