Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Miradouro Portinho da Arrábida – Setúbal – Portugal (Diário 6)

    Saímos de Setúbal para almoçar em um restaurante em Azeitão (uma das 5 freguesias de Setúbal) e na volta passamos por um caminho diferente, pelo litoral da Serra da Arrábida, para conhecer o Miradouro do Portinho da Arrábida.

    Estando em Setúbal e querendo visitar o Miradouro, o caminho é mais curto indo direto.

    O Miradouro Portinho da Arrábida está inserido no Parque Natural Arrábida, onde é possível ainda conhecer praias, fortalezas, convento, grutas, faróis, miradouros e muito mais. O parque abrange os municípios de Palmela, Setúbal e Sesimbra e se estende por 35 km. O ponto mais alto do parque é o Pico do Formosinho, com 501 metros de altitude. Várias serras compõem o parque: Serra do Louro, Serra do Risco, Serra de São LuísSerra dos Gaiteiros, Serra Longa, Serra de São Francisco e a própria Serra da Arrábida.

    Relaciono abaixo algumas opções de estradas saindo de Azeitão.

    A estrada N 379-1 (linha azul no mapa abaixo), alguns quilômetros depois do miradouro, se une com a N 10-4 (linha amarela no mapa abaixo), passando a ser indicada como N 10-4 (linha azul no mapa abaixo). Após percorrer uma pequena distância, há outra junção de estradas, agora a N 10-4 se junta à R. Orlando Curto (linha branca no mapa abaixo). Confira:

    O Miradouro do Portinho da Arrábida e toda a região próxima proporcionam vistas belíssimas do litoral, é um passeio imperdível.

    Fomos lá num sábado de sol. Nós e muitos outros turistas. Como a estrada não tem acostamento e há poucos pontos para parar o carro com segurança, não foi fácil encontrar um local para estacionar, foi preciso ter paciência para poder apreciar a vista.

    Mirante com recuo para estacionar o carro

    Do miradouro, avistamos:

    Praias e Pedra da Anixa
    Praias e Pedra da Anixa
    Praias e Pedra da Anixa
    Península de Tróia
    Península de Tróia
    Convento de Nossa Senhora da Arrábida

    Um dos pontos que todos procuram nas proximidades do miradouro, para tirarem fotos instagramáveis, é uma estrutura de madeira morro abaixo, de uns cinco por três metros, aproximadamente. Não descobri quem fez esta estrutura e qual é sua real finalidade. Seria prática de voo livre? Achei que o local não tem muito espaço para isso. Foi feita para tirar fotos? Também acho pouco provável. Quem é responsável pela manutenção? Se você sabe, deixe seu comentário. Olhando as fotos agora, achei a estrutura um pouco frágil, mas na hora em que estávamos lá não resistimos e fizemos algumas fotos. A vista é de tirar o fôlego!

    Ponto Instagramável – estrado de madeira
    Ponto Instagramável
    Ponto Instagramável
    Ponto Instagramável
    Ponto Instagramável

    No miradouro há uma edificação (ao lado do estacionamento), que também pode ser vista em outros pontos da serra, que nos chamou a atenção. Pesquisei o assunto e vi diferentes versões para essas estruturas. Deixe seu comentário se sabe para quê servem e quando foram feitas.

    Guaritas?
    Capelas?
    Observação da natureza?
    Nenhuma das alternativas?

    Seguimos pela estrada sentido Setúbal a admirar o belo litoral e as praias: dos Coelhos, Galapos, Galapinhos, Figueirinha, entre outras, até passarmos ao lado da entrada para a Praia de Albarquel, já chegando na cidade.

    Quero um dia voltar para esta região e explorar cada pedacinho dela. Há várias trilhas para se percorrer a pé.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]