Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Parque Botânico do Monteiro-Mor – Lisboa

    Parque Botânico do Monteiro-Mor situa-se na Freguesia de Lumiar e integra o núcleo do Paço do Lumiar, em conjunto com o Palácio do Monteiro-Mor, o Museu Nacional do Traje, o Museu Nacional do Teatro e da Dança e a Igreja de São João Batista do Lumiar.

    A melhor forma de chegar ao parque é de metrô até a Estação Lumiar (linha amarela) e caminhar cerca de 700 metros até lá.

    Aproveite também para conhecer a Igreja de São João Batista, o Museu do Traje e o Museu do Teatro e da Dança que estão próximos. Ambos os museus situam-se dentro do Parque Botânico. Para acessá-los deve-se comprar o ingresso na bilheteria de um dos museus. Você pode comprar ingresso somente para um dos museus ou para o parque ou, a melhor opção, comprar o ingresso que dá direito às três atrações – bilhete para 1 museu: 4 € – bilhete para o Parque: 3 € – Bilhete para 2 museus e parque: 6 €.

    O parque tem uma área de onze hectares distribuídos entre jardins, mata, fontes, espelho d’água (Lago do Leão), edificações, esculturas, escadarias, grandes árvores, variadas flores e muito mais. Os jardins do Palácio do Monteiro-Mor (onde atualmente está o Museu do Teatro e da Dança) está integrado ao parque, desta forma, considerei tudo como parte do parque.

    Os canteiros de flores contrastam com o verde de forma a deixar o lugar ainda mais bonito.

    O parque foi criado no século XVIII na então Quinta do Monteiro-Mor, por ordem de Pedro José de Noronha Camões de Albuquerque Moniz e Sousa, 3º Marquês de Angeja. A Quinta foi vendida em 1840 a D. Domingos de Sousa Holstein, 1º Duque de Palmela e 1º Marquês do Faial, quando recebeu muitas melhorias, tendo o traçado típico dos jardins ingleses, populares na época, e também recebido várias espécies de plantas e estátuas espalhadas por ele. Em 1975 a família Palmela vendeu para o Estado Português..

    Como o parque não está em uma região central da cidade, não é tão turístico, o que propicia um passeio bem tranquilo. No dia em que fomos ao parque e aos museus, não me lembro de ter visto qualquer pessoa além dos funcionários. Vale muito a pena conhecer toda a região. Reserve pelo menos uma hora para o parque e uma hora para cada museu. O Parque não abre às segundas-feiras.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]