Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Viña Concha y Toro (Chile)

    Inicialmente, a Viña ou Vinícola Concha y Toro não estava em nosso roteiro, mas dois outros passeios foram cancelados em cima da hora por causa do mal tempo (Cajón del Maipo e Portillo), então, optamos por fazer um passeio a uma das maiores vinícolas do mundo, produtora dos renomados vinhos Casillero del Diablo, Marques de Casa Concha e Don Melchor. Também para este tour, contratamos a empresa Lucas Carvalho Turismo, cuja sede é em Santiago, mas a equipe é quase toda brasileira e o contato é facilmente feito via WhatsApp.

    O passeio foi realizado na tarde do dia 10 de novembro de 2023. Havia três tipos de experiências, como chamam: com três degustações de vinho; com 6 degustações de vinhos e tábua de queijo e outra com jantar incluído. Optamos pela mais simples. O motorista da van nos pegou no hotel Capital Bellet às 14h30 e nos levou até a vinícola, onde fomos conduzidos por um guia local. Havia turistas de várias empresas diferentes na mesma condução. As empresas de turismos costumam otimizar os serviços fazendo parcerias, mas dessa vez, não sei dizer qual foi a empresa parceira da Lucas Carvalho.

    Depois de contratado, o Lucas faz semanalmente uma live pelo YouTube com os clientes, explica sobre os passeios e dá várias dicas sobre documentos, compras, vestuário, baladas e etc. Muito instrutivo, especialmente para quem está viajando pela primeira vez para o exterior.

    Quando saímos do hotel estava chovendo e o trânsito estava engarrafado, desta forma, gastamos um pouco mais de 1 hora para percorrer os 30 km até a vinícola. No caminho, passamos em frente ao Estádio Nacional do Chile, um dos palcos dos Jogos Pan-Americanos 2023.

    Estádio Nacional do Chile

    A visita estava agendado para 16h20. Chegando na vinícola, o motorista da van foi pegar os ingressos, que já estavam reservados. Enquanto aguardávamos, visitamos à loja e o Café da Vinícola e fomos ao banheiro.

    Os passeios às vinícolas do Chile e de outros países são muito semelhantes, e todos espetaculares. No horário definido, o guia Gonçalo se apresentou e informou como seria a visita. Ele é chileno, mas fala um portunhol bem fácil de entender.

    Concha y Toro está localizada na região do Vale do Maipo. Foi fundada em 1883 por Don Melchor de Concha y Toro. Atualmente é controlada pelas famílias Guilisasti e Larrain. A empresa exporta para mais de 130 países. Um de seus vinhos mais conhecidos é o Casillero del Diablo.

    Informações da Vinícola Concha y Toro passadas pelo nosso guia:

    Seguimos para conhecer primeiro a área externa da vinícola: jardins muito bem cuidados, árvores frondosas e centenárias, chafariz, esculturas, extensos gramados, lago, palácio e o principal, as parreiras. Ao longo do trajeto fomos ouvindo as histórias da vinícola e sobre os cuidados no cultivo das uvas.

    Passamos então para a área coberta, onde estão os barris de carvalho, nos quais os vinhos envelhecem. A lenda do Casillero del Diablo é encenada em uma das adegas, com projeção de imagens, som e luzes, prendendo a atenção do público com criatividade e humor. 

    Barris de Carvalho
    Barris de Carvalho

    Em seguida, passamos à parte mais esperada para alguns visitantes: a degustação dos vinhos. Experimentamos 3 vinhos, um branco e dois tintos. O guia servia cada um dos vinhos, explicava sobre sua produção e como degustá-lo apreciando todos os detalhes. Ao final da degustação oferecem como “brinde lembrança” a taça que estávamos usando e uma caixinha para transportá-la.

    Local da Degustação
    Degustação de Vinhos
    Gonçalo e sua ajudante preparando a degustação

    Finalizado o tour, tivemos um tempo para comprar um vinho ou souvenir antes de voltarmos para Santiago. No caminho de volta, o motorista da van, que parecia ser bem sério, nos surpreendeu transformando o carro em uma balada, com direito à música e iluminação. Chegamos no hotel antes das 20 horas. 

    É possível contratar o tour diretamente com a vinícola, sem a agência de turismo como intermediária. Fique atento ao idioma e aos tipos de experiência oferecidos. A vantagem de contratar por meio de uma agência, é poder beber sem se preocupar com a condução do veículo. Sobre aluguel de carro no Chile, li um post na internet, que me fez pensar que o melhor talvez seja não alugar carro – avalie bem.

    O que achei deste tour

    Embora todos esses passeios em vinícolas sejam bastante comerciais, eu gostei da experiência, o guia foi atencioso e demonstrou conhecer bem a história da vinícola e de seus vinhos, a vinícola é muito bonita e a van era confortável. Sem falar nas pessoas bacanas que conhecemos nessas excursões. São Pedro também colaborou e o dia que amanheceu chuvoso transformou-se em uma tarde sem nuvens e ensolarada.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]