Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Jardim Botânico de Lisboa – Lisboa

    O Jardim Botânico de Lisboa está localizado na Freguesia de Santo Antônio, na Rua da Escola Politécnica, entre o Largo do Rato (450 metros) e o Jardim do Príncipe Real (200 metros) (post do Brasília na Trilha) e ao lado do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (post do Brasília na Trilha).

    A melhor forma de se chegar ao Jardim Botânico é de metrô pela Estação Rato (post do Brasília na Trilha) (linha amarela), que está a apenas 450 metros do Museu. Outra forma é utilizando o Elétrico 24 (sai da Praça Luís de Camões (post do Brasília na Trilha) no Chiado e vai até Campolide, passando na porta do Jardim Botânico), ou de ônibus, taxi ou tranporte por aplicativo. Nós preferimos ir a pé, pois há muito a se apreciar no trajeto.

    A região é cheia de atrativos, mas acho que o principal é o Museu, que está ao lado do Jardim Botânico.

    Entrada do Jardim Botânico na Rua da Escola Politécnica

    Os trabalhos para criação do Jardim Botânico de Lisboa, tiveram início em 1873 por iniciativa do Conde de Ficalho – Francisco Manuel de Melo Breyner  (1837- 1903) e de Andrada Corvo (1824 – 1890), sendo inaugurado em 1878. Em 2010 foi transformado em Monumento Nacional. Em seus 40.000 m² existe uma enorme diversidade de espécies (entre 1.300 e 1.500) originárias da Nova Zelândia, Austrália, China, Japão e América do Sul.

    Edmond Goeze foi o jardineiro-paisagista alemão que coordenou a construção do jardim botânico, concentrando-se na parte superior; e o seu sucessor, o botânico francês Jules Daveau desenvolveu a zona inferior do jardim, criando o traçado da Alameda das Palmeiras e inventando um sistema de rega dos riachos e cascatas.

    O Jardim Botânico ficou fechado de outubro de 2016 até 7 de abril de 2018 devido a degradação do espaço, mas passou por uma reforma e foi reaberto para visitação pública.

    Para os que apreciam a natureza é um passeio imperdível. Depois de andar pelos museus, igrejas e praças nada como descansar no Jardim Botânico apreciando a natureza. Talvez descansar não seja a palavra correta, pois o terreno é um pouco íngreme, porém, acessível.

    O Jardim Botânico funciona todos os dias, diferentemente do Museu Nacional, ao lado, que fecha às segundas-feiras. O valor do bilhete é 5 €, mas é gratuito aos domingos das 10 horas até as 13 horas. Comprando o ingresso combinado (museu e jardim botânico) é mais barato, os dois saem por 8 €. Consulte aqui todas as informações da bilheteria, inclusive compra online.

    Se decidir visitar o Museu e o Jardim Botânico no domingo, aproveitando o período de gratuidade, é conveniente chegar no horário da abertura, pois o Museu é grande e se você gostar dos temas pode perder a noção do tempo e não conseguir entrar no Jardim Botânico a tempo.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]