Contraste
  • Aumentar fonte
  • A+
  • Diminuir fonte
    A-

    Miradouro de São Pedro de Alcântara – Lisboa

    Miradouro / Jardim de São Pedro de Alcântara, também chamado Jardim Antônio Nobre, está localizado na Freguesia Misericórdia, na Rua de São Pedro de Alcântara, praticamente no Bairro Alto.

    A melhor forma de se chegar ao Miradouro é de metrô pela Estação Baixa-Chiado (linha azul e linha verde), que está a 600 metros do miradouro, mas atenção, a estação tem saída pela Baixa e pelo Chiado. Para sair no Chiado suba a impressionante e extensa escada rolante (esta é a estação de metrô mais profunda de Lisboa).

    Se estiver na Baixa também pode subir pelo Elevador da Glória e, se tiver disposição, pela Calçada da Glória. Outra opção também é subir pelo Elevador de Santa Justa (o mais famoso de Lisboa), passar pelo Largo do Carmo e caminhar mais 500 metros até o miradouro. Nós preferimos ir a pé, pois há muito a se apreciar no trajeto.

    O Miradouro fica entre o Jardim do Príncipe Real (400 metros) (post do Brasília na Trilha) e a Praça Luís de Camões (600 metros) (post do Brasília na Trilha). O Largo do Carmo está a 500 metros.

    Rua São Pedro de Alcântara – Miradouro (à esquerda) – Igreja de São Pedro de Alcântara (na esquina à direita)

    O Miradouro de São Pedro de Alcântara é mais que um miradouro é também um grande jardim, um dos locais mais populares da cidade. Levando em consideração o espaço físico e os eventos que acontecem ali (feiras, por exemplo) é o miradouro mais bonito e agradável. Agora, se analisarmos apenas pela vista, eu prefiro a vista do Miradouro de Nossa Senhora do Monte ou mesmo a da cobertura do Shopping Amoreiras.

    Miradouro de São Pedro de Alcântara
    Vista do Miradouro de São Pedro de Alcântara
    Vista do Miradouro de São Pedro de Alcântara
    Vista do Miradouro de São Pedro de Alcântara
    Vista do Miradouro de São Pedro de Alcântara

    O jardim foi construído em 1864 em dois patamares: um ao nível da Rua São Pedro de Alcântara, todo calçado de pedras portuguesas, e o outro abaixo, acessível por duas escadas, uma em cada extremidade. Ele tem 6.000 m².

    Junto ao guarda-corpo há uma um mapa em azulejos, feito por Fred Kradolfer em 1952, que ajuda a identificar alguns locais de Lisboa: as muralhas do Castelo de São Jorge, a Sé de Lisboa (post do Brasília na Trilha), algumas colinas, a Igreja da Penha de França, o Miradouro de Nossa Senhora dos Montes, a Igreja da Graça, torres da Igreja de São Vicente de Fora (post do Brasília na Trilha), Praça Martim Moniz (post do Brasília na Trilha), Mouraria, Alfama, a margem sul do Rio Tejo e várias outros pontos da região da Baixa de Lisboa.

    Mapa no Miradouro de São Pedro de Alcântara

    Os bancos e as sombras das árvores fazem do miradouro um lugar muito agradável, além do quiosque com uma cafeteria.

    Quiosque do Miradouro de São Pedro de Alcântara

    Bem no centro do miradouro está o chafariz, que merece nossa atenção. Próximo dele, muitas vezes, são montadas feiras de artesanato, roupas e comidas.

    Chafariz do Miradouro São Pedro de Alcântara
    Chafariz do Miradouro São Pedro de Alcântara
    Miradouro São Pedro de Alcântara
    Barracas da feira do Miradouro de São Pedro de Alcântara

    Destaca-se ainda no patamar superior o monumento de Eduardo Coelho, fundador do jornal Diário de Notícias, de autoria de Costa Motta (tio), erguido em 1904.

    Monumento em homenagem a Eduardo Coelho

    No patamar inferior, além da vista, destacam-se o jardim de rosas e as estátuas de heróis e deuses da mitologia greco-romana, como Minerva e Ulisses.

    Miradouro e Jardim São Pedro de Alcântara
    Miradouro e Jardim São Pedro de Alcântara
    Miradouro e Jardim São Pedro de Alcântara
    Miradouro e Jardim São Pedro de Alcântara
    Miradouro e Jardim São Pedro de Alcântara

    São Pedro de Alcântara era o santo de devoção da Família Real portuguesa e Imperial do Brasil. O seu nome, Pedro de Alcântara, foi escolhido como nome de batismo dos dois imperadores do Brasil, D. Pedro I e D. Pedro II.

    Ainda não tive a oportunidade de ir ao miradouro à noite para admirar a cidade iluminada.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Ultimas Postagens

    ver todas

      Roteiro de Bike – Passadiço Ribeirinho de Loures – Lisboa (Portugal)

      Passadiço Ribeirinho de Loures O Passadiço Ribeirinho de Loures é uma passarela de madeira, do tipo palafita, às margens do Rio Tejo, sobre uma zona de sapais e lodaçais, destinada a pedestres e bicicletas, com de 6,15 km de extensão. Começa em Bobadela, na Ponte Ciclo pedonal do Rio Trancão (a 1,5 km da Ponte Vasco da […]

        Brasília na Trilha – 10 anos

        Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos em registrar esta e outras viagens […]

          Diamantina – MG

          Brasília na Trilha – 10 anos Diário de viagem Há dez anos surgia a inspiração para a criação do blog Brasília na Trilha. A ideia nasceu quando estávamos a caminho de Diamantina – MG, para uma aventura em veículo 4×4, com minha esposa e nossos filhos, além de outros amigos também em carros 4×4. Pensamos […]

            Caminhada Costeira Coogee a Bondi – Sydney (Austrália)

            Coastal Walkway (caminhada costeira) é o percurso realizado a pé pela costa leste australiana entre as praias de Coogee e a badalada Bondi ou vice-versa (links de posts do Brasília na Trilha). O trecho de uma praia à outra é de 6 km, simplesmente fantástico, imperdível. Gastamos 3 horas para percorrer todo o percurso, parando […]

              Bondi Beach – Sydney (Austrália)

              Bondi (originalmente Boondi, pronuncia-se “Bon-dai”) dá nome ao bairro e à praia, uma das mais badaladas da região metropolitana de Sydney, localizada a apenas 7 km da área central da cidade. Bondi, North Bondi e Bondi Junction têm menos de 12 mil habitantes e formam um dos maiores centros comerciais e residenciais de Sydney. Há […]

                Coogee Beach – Sydney (Austrália)

                Coogee Beach foi a terceira e última praia de Sydney que conhecemos, em nosso quarto dia de Sydney (5 de setembro de 2023). Era inverno, mas o dia estava ensolarado, ótimo para caminhar pela praia, pela calçada da orla e para percorrer a costa entre Coogee e Bondi. Estava ventando menos e foi possível ficar […]